No dia 24 de junho passado, em pleno parque do museu do Elisée em Ouchy, ocoreu a Nuit des Images (Noite das Imagens). Um evento ao qual agradeço o convite a Julie Maillard e a toda a organização. Este evento, como disse no video promocional, trouxe bastante nostalgia, o parque do Meseu Elisée assemelha-se muito ao Parque de Serralves, na bela cidade do Porto que, durante dois anos foi minha casa e, a Noite das Imagens é bastante parecido a Serralves em Festa.  


   O espaço escolhido foi magnífico, em fusão com o museu Olímpico, e com um dia cheio de sol, foi uma tarde e noite encantadora. Dia preechido com diversas actividades e animações, de exterior e de interior. 

   Quando cheguei fui muito bem recebido pela equipa de voluntários da tenda impressa, sim voluntários, este evento contou com mais de 50 voluntários e 40 artistas para assegurar um dia diferente. Desde música, dança, arte plástica, projeção de filme e animação, espetáculos para crianças, actividade físicas, ciencia em prática, alimentação, este evento contou com uma diversidade impressionante. 





   Comecei a minha visita a participar num concurso criado em colaboração com a revista Bolero, concurso que consitia em tirar um foto junto a lona do evento e que de seguida iria ser publicada no Instagram com os astag: nuitdesimages, boleromagazine e dressingdelaredac, com isto, a possibilidade de anhar, em 3º lugar, uma entrada livre no museu Elisée, em 2º lugar, duas engtradas livres no museu Elisée e um livro em fotografia sobre os 30 anos do museu e em 1º lugar, subscriçao por um ano da revista Bolero e da revista ELSE (revista do museu). Ainda estamos a aguardar os resultados.


















   Continuei a minha visita passando por alguns dos expositores de exterior, artistas que partilharam o seu trabalho para os passantes, posso dizer que vi excelentes trabalhos. Desde esculturas, quadros ou instalações originais.

















   Continuei o meu passeio passando pelos espaços de projeção, também de interior e exterior, possiblidade de ver animações, shows, curtas metragens. Foi alternativo estes momentos pois cada espaço foi pensando ao pormenor, creio que irão perceber do que estou a falar pelas fotos.





   Esta tarde também contou com uma feira do livro, enriquecendo a literatura do pessoal que ia aproveitando esta tarde.  


  A música também foi uma das convidadas ao evento, artistas novas que tentam singrar na área, estudantes, artistas já conhecidos do público, uma tarde bem animada que criou um ambiente inexplicável mas bom. 

video









  Como podem constatar estve evento foi mesmo recheado de momento mas ainda não é tudo, para terminar também pude ter a grande oportunidade de saltar de uma varanda para um colchão, uma experiencia cheia de adrenalina que não irei escolher tão cedo, infelismente apos a preparação obrigatõria antes dosalto constatei que não iria poder estar com o meu telemóvel mas apos saltar filmei o seguinte para terem noção em que consistia este salto. 

video 


   Para terminar em grande esta tarde, apos a visita nas actividades para crianças, debrucei-me na gastronomia visitando os espaços alimentares, impressionante havia uma larga escolha, sandes, hamburgueres, suchi, mas também gelados e crepes.  Fiquei convencido pelos crepes e apos uma longa demora na escolha, acabei por comer um excelente crepe com açucar moreno e limão acompanhado por uma refrecante limonada. 










    Esta sétima edição foi para mim um sucesso, fico a aguardar a próxima edição.

   Para mais informções:
https://www.facebook.com/events/197981184043190/
http://www.nuitdesimages.org/







   Após alguns meses em pausa, À Mesa com o Syl volta oficialmente ao trabalho. Foi necessário fazer uma pausa, pensar na filosofia deste projeto, o rumo que ele iria seguir e com quem iríamos colaborar. Foi necessário ajustar alguns pormenores e com essa reflexão, surgiu a vontade de partilhar mais do que gastronomia e críticas a espaços assim sendo, daqui para a frente poderão encontrar neste blogue diversas temáticas, gastronomia como já era habitual mas também cultura, moda, eventos um leque de experiencias vivenciados pelos colaboradores deste blogue nomeadamente por mim dai optarmos por manter o nome do blogue assim como o logo.


   Dito isto, é com imensa satisfação que começo esta nova aventura com uma publicação bem diferente das anteriores, falando de um evento de moda que ocorreu durante todo um fim de semana, 9, 10 e 11 de Junho na bela cidade de Montreux em Suíça. Montreux Moda já vai na sua 3ª edição e, foi com imenso gosto que aceitamos o convite em estar presentes. 



   Dos diversos eventos que já tive oportunidade em estar presente, posso exprimir que foi dos mais versáteis e recheados que vivenciei. A programação de todo o evento durante os 3 dias foi impressionante. 


    Infelizmente não estive presente no primeiro dia mas vou partilhar com vocês um pouco de todo o fim-de-semana e contar alguns detalhes que acharei mais relevantes. 



  As manhas foram ocupadas com momentos de desporto sempre acompanhados com coach/treinadores, o primeiro dia contou com um cocktail de boas vindas e assim anunciarem como ia decorrer Montreux Moda durante esses 3 dias. Na sexta-feira iniciaram desde logo desfiles da Rose Damonm Patricia Sedans e do anfitrião e co-organizador Giovanni Lo Presti, entre muita animação e musica, satands de roupa, cabelereiros, maquilhagem e perfumes, foram apresentados os concorrentes de Miss e Mister Suíça Francófona terminando a noite com um dj para os mais resistentes.










   No Sábado entre os workshop que foram acontecendo para novos criadores, houve um casting oficial para o The Voice (França) para todos aqueles que acreditam ter uma bela voz. 



  Neste dia, após instalar-me no Hotel Villa Toscana foi acompanhado pelo jornalista e amigo LudovicJaccard, primeira a beber um cocktail na encantadora esplanada preparada para ocasião e de seguida assistir aos desfiles numa mesa reservada junto a mesa do juri e na linha da frente para a passerelle onde tive um encanto de conhecer a impresionte e simpática actriz Armelle Lesniak e Vincent McDoom presidente do júri, foi óptimo trocar algumas palavras acompanhados de umas taças de champanhe.







   O segundo dia do evento foi marcado com os desfiles da coleção Primavera Homem e Mulher de Giovanni Lo Presti 

















   Também marcante no sábado foi a apresentação dos criadores concorrentes ao Moda Lab, concurso que contou mais de 10 participantes, puderam mostrar as suas colecções ao público e a um júri escolhido a dedo, como presidente Vincent McDoom figura pública francesa bem influente na moda mas também, impressa italiana, professores de costura, editora chefe de revista suíça entre outros membros qualificados. Com isto existia prémios para as melhores colecções como, coaching em moda e costura, possibilidade de representar a Suíça na Moda Têxtil no Peru, Fashion week New York e Bolívia entre outros prémios aliciantes.



O vencedor deste concurso alucinante foi Humanóide da criadora Caroline, uma colecção a qual teria também sido a minha escolha.


   Para terminar o último dia foi bem mais calmo, entrega do premio Moda Lab, fianlistas de Miss e Mister Francophonia e para terminar da melhor forma, desfil da colecção Plus mulher de Giovanni Lo presti.
  
   O fim-de-semana foi uma delícia, cheio de vida e inumeras coisas a ver. A música e a dança foram para mim o toque que tudo tornaou especial. Desde as Sugazz, concorentes do The Voice 2017 em França mas tambem conpania de dança de Montreux.

video

video

video

video

  Como último tópico e para não ser um corte drástico com a gastronomia, no sábado tive o privilégio de comer uma hamburguer  com molho cheddar do stand de Burguers preparados para o evento.


  Teria muito pmais para contar sobre este evento mas teria que publicar um livro, assim, para mais informções deixo contacto do site e facebook de Montreux Moda.

http://www.montreuxmoda.ch/fr

https://www.facebook.com/montreuxmoda/

   Encontra-mo-nos na próxima publicação.


  Sempre tive vontade de conhecer a cidade de Viseu, quando finalmente tive a oportunidade de a visitar, foi um autentico prazer. Tive oportunidade degustar uma excelente refeição num dos seus espaços gourmet, neste caso, refiro-me ao restaurante Muralha da Sé, situado na rua do Adro, este canto gastronómico traz-nos  o melhor da essência da cozinha portuguesa, através dos seus pratos típicos.




  Toda a decoração foi pensada ao pormenor, o seu interior encontra-se revestido em pedra o que semelha ao exterior da muralha, grandes janelas que permitem apreciar a privilegiada vista que este local tem da cidade, a restante decoração rústica e luz ténue confere a este espaço um ar acolhedor e agradável.

  O espaço conta com uma ampla sala de jantar, um bar e uma esplanada durante o verão. Numa fusão de universos a tradição é a maior inspiração, fazendo os clientes viajar no tempo com um toque moderno e fresco.

  Quanto ao staff, bastante atenciosos durante toda a refeição, foram corretos e acolhedores, dando muita ajuda na escolha dos pratos e sobremesas.



  Quanto à ementa, este restaurante destaca-se nos pratos tradicionais da cultura portuguesa. O polvo, o bacalhau, o cabrito e os assados no forno são as especialidades da casa, acompanhados por entradas e sobremesas inesquecíveis.

  Na minha visita à Muralha da Sé, optei pelo arroz de pato com passas e laranja levado ao forno numa taça de barro e,  vitela assada no forno com batata e legumes cozidos, os dois pratos não me desiludiram, a coação de ambos pratos foi perfeita e a junção de sabores foi muito bem equilibrada. 

  Para sobremesa escolhi o cheesecake com frutos vermelhos, sem dúvida um dos melhores que alguma vez comi, fresco, com a textura certa, a perfeita espessura da bolacha e o topping de frutos vermelhos tinha o grau certo de doçura e amargura.



   Sem dúvida aconselho-vos a visitarem a cidade de Viseu, e quando lá estiverem deem um salto até a Muralha da Sé, e deixem-se surpreender pelos fantásticos pratos que irão encontrar.

Para mais informações, podem consultar:
http://www.muralhadase.pt/
https://www.facebook.com/muralhadase.restaurante?fref=ts

Avaliação final, baseada na minha experiência:
Espaço & Decoração: 7
Atenção & Staff: 6
Empratamento & Sabor: 8
Preço p/pessoa: 10-20€





  Quando vou de férias, uma das minhas prioridades é encontrar um bom sítio para comer. Durante uma das minha estadias em Braga, encontrei na Praça da República um lugar que seria digno para realeza pelo seu requinte, bom gosto e decoração, o Café Astória.



















  Ao entrar fica-se boquiaberto com a decoração, a atenção dirige-se toda ao teto ornamental, ao espelho gigante que decora os laterais do salão, os sofás de parede, e os grandes candeeiros. Para não falar da montra enorme de doces e salgados que abrem logo o apetite a qualquer um.

   Um dos pontos altos é que a esplanada é divide em dois ambientes, aberto para desfrutar das paisagens e da cidade e uma fechada mais privativa com sombra e ar fresco no verão e aquecimento no inverno.

   No interior, à entrada encontrarão várias mesas e sofás, esta parte fica destinada para a parte de Café e brunch, no segundo andar encontra-se um outro espaço com uma decoração muito mais moderna e alternativa disponibilizada para refeições, jantares programadas e eventos.


    A ementa deste espaço é diversa, entre pequeno almoço ou brunch onde podem contar com menus criados para o mesmo mas também refeições, a tradição portuguesa está a carta, feijoada, grelhados, lombo assado, bacalhau de diversas formas, salmão, sopa, saladas... Uma ótima forma de convívio em família ou amigos.














    Aconselho-vos a irem ao fim da manhã num dia de sol e,  deliciarem-se com um brunch requintado, todo o staff irá recebe-los de forma educada, hospitalar e sempre com um sorriso na cara.

 
  Vou partilhar a minha experiência pessoal que ainda hoje trás boas memórias. Comecei com um capuccino, scones com doce de framboesa, manteiga e marmelada para barrar, pão fresco com fiambre e queijo da região, sumo de laranja natural e para terminar uma mini tarte de morango. Mas existe ainda todo um leque de escolhas, panquecas, ovos e inúmeros doces para à escolha do cliente.


  Na próxima vez que passarem por Braga, deem um salto a Praça da República no centro histórico da cidade.

Para mais informações, podem consultar:
https://www.facebook.com/Caf%C3%A9-Ast%C3%93ria-374501386080808/
http://www.webraga.pt/cafe-astoria-braga/

Avaliação final, baseada na minha experiência:
Espaço & Decoração: 9
Atenção & Staff: 7
Empratamento & Sabor: 7
Preço p/pessoa: 5-15€